Conselho

Benefícios das cerejas durante a gravidez e a amamentação: conteúdo de vitaminas, por que frutas frescas congeladas são úteis


Durante a gravidez, as cerejas podem ser benéficas para a mulher e para a criança e prejudicá-las. É importante conhecer as propriedades das frutas e as regras de uso, então o efeito das bagas só será positivo.

É possível cerejas durante a gravidez

Durante o período de gravidez, as mulheres têm que abandonar muitos produtos familiares e úteis. Em particular, os frutos silvestres saborosos costumam causar reações alérgicas, podem afetar negativamente o desenvolvimento da criança e a saúde da própria mulher.

No entanto, as mulheres grávidas podem comer cerejas. Raramente traz um efeito negativo, com uso moderado, o produto tem um efeito benéfico no corpo.

Benefícios das cerejas para mulheres grávidas

Quando usado com cuidado, o produto traz muitos benefícios para a mulher durante a gravidez. O efeito positivo é que as bagas:

  • ajudar a mulher a se livrar da constipação e acelerar a remoção de toxinas do intestino;
  • promova uma decomposição mais rápida e melhor dos alimentos no estômago;
  • têm um leve efeito diurético e colerético, o que torna as cerejas especialmente valiosas durante a gravidez no terceiro trimestre;
  • aumentar a resistência imunológica;
  • ajudam a combater resfriados devido às propriedades antivirais e antiinflamatórias;
  • têm um efeito benéfico no sistema nervoso e reduzem os níveis de estresse;
  • normalizar hormônios;
  • ajuda com a insônia, que geralmente ocorre durante a gravidez;
  • melhorar o funcionamento da glândula tireóide;
  • salvo em casos de intoxicação grave, isso é especialmente útil para cerejas durante a gravidez no primeiro trimestre;
  • melhorar a condição do sistema muscular;
  • melhoram o humor e têm um efeito benéfico na aparência, pois mantêm a beleza do cabelo e da pele.

As cerejas são muito úteis para mulheres grávidas devido às vitaminas

Os benefícios e malefícios das cerejas para as mulheres grávidas também se aplicam à criança. Substâncias úteis na composição do produto estão envolvidas na construção do sistema cardíaco e muscular do bebê, além de prevenir o aparecimento de doenças congênitas.

Quais são as vitaminas nas cerejas para mulheres grávidas

As propriedades benéficas do produto são fáceis de explicar quando você considera a composição química. As frutas contêm muitas vitaminas importantes para as mulheres durante a gravidez, a saber:

  • vitaminas A e E;
  • vitaminas do subgrupo B, especialmente B1 e B2, B3 e B6, B9 estão presentes no produto;
  • ácido ascórbico;
  • vitamina R.

Além de vitaminas, o produto contém muito ferro e potássio, sódio e zinco, manganês e fósforo. Os bagos contêm cálcio, cobre e iodo, e o produto também é rico em fibras, ácidos orgânicos, taninos e enzimas que facilitam a digestão.

Importante! O ácido fólico, que está presente em grandes volumes nas cerejas, é de particular importância para a mulher durante a gravidez e para o feto. Essa substância é responsável pela correta formação intra-uterina do bebê e também melhora o suprimento sanguíneo para o cérebro da mulher.

Como usar cerejas durante a gravidez com benefícios

Para que as cerejas tenham um efeito benéfico durante a gravidez, devem ser consumidas de acordo com as regras. Em primeiro lugar, você precisa comer frutas frescas e de alta qualidade que não contenham componentes químicos desnecessários. Também é importante seguir pequenas dosagens que sejam seguras para o corpo.

Você pode comer frutas frescas e compotas, mas aos poucos

De que forma as mulheres grávidas podem comer cerejas

Durante a gravidez, as cerejas trazem benefícios ao corpo da mulher em quase todas as formas. As mulheres grávidas podem usar:

  • frutas frescas, eles contêm a quantidade máxima de nutrientes e, portanto, são especialmente valiosos para o corpo;
  • bebidas de frutas de cereja, sucos e compotas com baixo teor de açúcar, as vitaminas em tais bebidas são um pouco menos, mas ainda permanecem muito úteis e, além disso, perfeitamente refrescam durante a gravidez;
  • cerejas em sobremesas doces, por exemplo, como recheio de tartes;
  • geléia de cereja, ao usá-la, é preciso observar a dosagem mínima, porém, em pequenas quantidades, a iguaria será benéfica.

Durante a estação fria, as mulheres grávidas podem usar cerejas na forma de bebidas, doces e pratos leves de frutas de frutas congeladas. Com o armazenamento adequado no freezer, o produto mantém todas as suas valiosas propriedades por completo e após o processamento traz o máximo benefício.

Quantas cerejas as mulheres grávidas podem comer

Apesar de todos os benefícios do produto, é importante observar baixas dosagens ao usá-lo. Nutricionistas e médicos concordam que 200 g de cerejas frescas são mais do que suficientes para uma mulher durante a gravidez por dia. A compota de fruta fresca pode ser consumida na quantidade de 500 ml por dia.

Conselho! É necessário consumir cerejas durante a gravidez, no 2º trimestre e nos demais períodos nas dosagens recomendadas e não mais do que três vezes por semana. Isso ajudará a não provocar o desenvolvimento de alergias e a não prejudicar o sistema excretor do corpo.

A norma média diária de bagas não excede 200 g

Em que casos você não pode comer cerejas durante a gravidez

Os benefícios e malefícios das cerejas durante a gravidez podem ser controversos. Uma alergia individual ao produto passa a ser uma contra-indicação absoluta, mas, além disso, existem outras proibições. Entre eles:

  • diabetes mellitus e uma tendência acentuada à obesidade;
  • gastrite, úlcera péptica e pancreatite na fase aguda;
  • aumento da acidez gástrica e tendência à azia na gestante;
  • doenças de pele - dermatite e psoríase.

Antes de adicionar frutas cereja em sua dieta, você deve consultar seu médico para garantir. Ele determinará se o produto pode ser consumido por uma mulher durante a gravidez e recomendará dosagens seguras.

As cerejas podem ser amamentadas?

Após o parto, as mulheres muitas vezes enfrentam restrições alimentares ainda mais severas do que durante a gravidez. Entretanto, é durante este período que o corpo de uma jovem mãe necessita especialmente de nutrientes.

Frutas cereja são alimentos que muito raramente causam reações negativas durante a gravidez e durante a amamentação. Portanto, na hora de amamentar, você pode comer cerejas e até precisa, mas, claro, é preciso acompanhar o estado do bebê.

Por que as cerejas são úteis para HS

Ao alimentar um bebê, o produto é útil principalmente porque contém uma grande quantidade de vitaminas. Elas são necessárias não tanto pela criança que, de uma forma ou de outra, recebe vitaminas da mãe, mas pela própria mulher, ela dá ao bebê muitos recursos na hora de mamar.

Com a hepatite B, as bagas são úteis para a mãe e o bebê

As bagas são muito úteis para uma mãe que amamenta, pois ajudam a restaurar a digestão normal após o parto, a remover toxinas do corpo e a perder peso. O produto ajuda a normalizar os níveis hormonais, ajuda a combater o estresse nervoso e a insônia em uma jovem mãe. As propriedades antiinflamatórias das cerejas aumentam a imunidade, que geralmente é enfraquecida durante a gravidez e o parto, e ajudam a evitar vírus e resfriados durante a amamentação.

Em 1 mês

Nas primeiras 4 semanas após a gravidez e o parto, o produto deve ser introduzido na dieta com muito cuidado. As bagas podem beneficiar principalmente a mãe, uma vez que ajudam a eliminar as deficiências de vitaminas, melhorar a digestão e prevenir o desenvolvimento de anemia.

No entanto, o sistema digestivo de uma criança só está sendo formado durante este período. Portanto, frutas frescas de cereja que contêm ácidos orgânicos podem causar cólicas e dores de estômago em uma criança. No primeiro mês após o parto, é melhor não usar cerejas, mas sucos de frutas e sucos de frutas - frutas tratadas com calor afetam o corpo do bebê de forma muito mais suave. Ao mesmo tempo, as dosagens devem ser mínimas, vale a pena começar com apenas 50-100 ml de bebidas por dia.

Atenção! Aos primeiros sinais negativos em um bebê durante a alimentação, vale a pena abandonar o uso de cerejas e postergar sua introdução na dieta.

É necessário introduzir bagas no menu um mês após o parto com muito cuidado.

Aos 3 meses

No terceiro mês após a gravidez e o parto, o sistema digestivo do bebê torna-se muito mais estável e já é capaz de lidar com a digestão de novos alimentos. Portanto, as cerejas durante este período podem ser adicionadas à dieta fresca, de manhã é permitido comer 3-4 bagas de cereja. Se uma reação negativa não aparecer em um bebê, o produto pode ser usado posteriormente.

A cereja no terceiro mês de amamentação não só fortalece a saúde da mulher, mas também tem efeito positivo na imunidade da criança. Além disso, as bagas são úteis para o trabalho saudável da digestão do bebê e para a formação de seu sistema nervoso e muscular.

Aos 2 meses

Você pode usar o produto após 8 semanas de mamada, desde que o bebê não tenha cólicas, diarreia e náuseas. Com uma digestão normal, o bebê pode beber compotas e sucos de frutas, além de comer de 5 a 8 frutas vermelhas duas ou três vezes por semana, sem se esquecer de monitorar a reação da criança.

Durante este período, a cereja é benéfica tanto para a mãe após a gravidez quanto para o recém-nascido, pois ajuda a manter o equilíbrio de vitaminas e minerais no corpo. Frutas frescas e bebidas de cereja fortalecem o sistema imunológico de mulheres e bebês durante a alimentação, previnem a constipação e promovem a eliminação de toxinas do intestino.

Por volta dos 3-4 meses de vida de um bebê, as bagas com HB geralmente não causam problemas.

Aos 4 meses

Por volta do quarto mês de vida, a digestão de uma criança é feita quase até o fim. Como regra, um recém-nascido durante este período de alimentação reage calmamente a qualquer alimento da dieta da mãe, é claro, na ausência de alergias.

Se o bebê não tiver intolerância individual a frutas, a mãe que amamenta pode comer cerejas no quarto mês de mamada de quase qualquer forma. Cerejas frescas e congeladas, sucos e sucos de frutas, compotas e sobremesas doces são permitidos. Para a mãe, ao amamentar, é importante apenas aderir a pequenas dosagens e não comer cerejas todos os dias, pois o produto terá um efeito benéfico na imunidade e na digestão, ajudará a manter a saúde da pele e a melhorar o humor.

Que tipo de cerejas uma mãe que amamenta pode comer?

Durante o período de amamentação, é necessário prestar atenção especial à qualidade das cerejas. Os frutos devem ser:

  • maduro, mas não maduro demais, sem vestígios de podridão e sem barris moles;
  • intacta e não mofada;
  • o mais natural possível - é necessário comprar cerejas no verão, durante a época de frutificação natural, e não no meio do inverno.

É melhor comprar frutas em lojas confiáveis ​​ou de fazendeiros confiáveis. Não é recomendado retirar cerejas em mercados aleatórios - ninguém pode garantir que sua polpa não contenha produtos químicos perigosos.

Durante a amamentação, as mães com um bebê podem se deliciar com frutas frescas e bebidas de cereja, sobremesas com cerejas. No inverno, você pode amamentar as cerejas congeladas, que retêm todos os benefícios.

Frutos de cereja com HS devem ser de alta qualidade e naturais

Como consumir cerejas adequadamente durante a amamentação

Ao comer frutas cereja durante a amamentação, bem como durante a gravidez, é importante cumprir várias regras importantes:

  1. As bagas devem ser bem lavadas em água fervida, pois as bactérias presentes nas frutas não lavadas são muito perigosas para uma criança. As cerejas são lavadas não apenas antes de serem consumidas frescas, mas também antes do preparo de compotas e sucos de frutas.
  2. Comer cerejas durante a amamentação é necessário da mesma forma que durante a gravidez, em pequenas porções e não todos os dias. Em média, é permitido consumir 7 a 10 bagas no quarto mês de vida de um bebê, se comer muitas frutas pode provocar diarreia no bebê ou na mãe.
  3. Pela primeira vez, as cerejas podem ser degustadas em quantidades não superiores a 2-3 bagas. Se uma reação negativa não aparecer no recém-nascido, a porção é aumentada gradualmente.
  4. O melhor é comer as frutas pela manhã, pois as cerejas à noite podem causar cólicas no bebê e distúrbios do sono.

É estritamente proibido engolir caroços de cereja durante a amamentação. Em pequenas quantidades, eles contêm ácido cianídrico, que pode causar intoxicações graves em bebês amamentados.

Em que casos a cereja não é permitida com HS

Em alguns casos, as frutas cereja durante a alimentação, como na gravidez, devem ser totalmente abandonadas. Você não pode usá-los:

  • com diabetes mellitus em uma mãe ou bebê;
  • com exacerbações de doenças crônicas do estômago e intestinos;
  • com pancreatite;
  • com doenças e infecções agudas da pele;
  • com tendência a diarreia na mãe ou no bebé.

Uma contra-indicação estrita é uma alergia individual em uma mulher ou um bebê. Vale a pena excluir as cerejas da dieta em caso de irritação da pele na criança.

Com doenças gástricas agudas, frutas cereja não são possíveis.

Conclusão

As cerejas durante a gravidez são permitidas para consumo e são de grande benefício. Você pode ingerir durante o período de hepatite B, mas em ambos os casos é importante observar as dosagens e lembrar as contra-indicações para que os frutos não prejudiquem.


Assista o vídeo: DICAS DE VITAMINAS NA GRAVIDEZ E NA AMAMENTAÇÃO (Janeiro 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos