Conselho

Espinho no olho de uma vaca: tratamento e prevenção


Se uma vaca tiver olhos turvos, isso pode indicar uma condição médica ou lesão física. Este é um fenômeno bastante comum em bovinos, e tanto adultos quanto bezerros sofrem com isso. Se a doença não for tratada, os animais apresentam deficiência visual significativa, coordenação prejudicada, aumento da irritabilidade e diminuição da produção de leite devido ao estresse experimentado. O tratamento de quase todas as causas de olhos turvos em vacas leva muito tempo, mas é particularmente longo para tratar a ferida do gado.

Por que uma vaca tem olhos turvos?

Os olhos das vacas podem ficar turvos por vários motivos. Uma das mais comuns é a ceratite ou inflamação da córnea, como resultado da qual o cristalino escurece visivelmente e ocorre lacrimejamento abundante.

Os seguintes motivos também são distinguidos:

  1. Dano mecânico. Isso se refere a um arranhão na membrana mucosa perto do olho, uma injeção ou hematoma com equipamento de trabalho ou o chifre de outro animal.
  2. Dano térmico. Uma vaca pode se queimar em algo ou se queimar ao tratar uma doença ocular após ser tratada com um líquido muito quente.
  3. Dano químico. Os olhos da vaca podem ficar turvos após uma queimadura causada por vários medicamentos se doses mais altas tiverem sido usadas.
  4. Dano físico. Olhos opacos em uma vaca costumam ser uma indicação de que a poeira de calcário entrou na membrana mucosa.
  5. Doenças infecciosas. Freqüentemente, são a razão de uma vaca ter uma monstruosidade.

O turvamento dos olhos é expresso principalmente na perda do brilho da córnea. Em seguida, assume uma tonalidade esfumaçada, tornando-se gradualmente branca. Essa sintomatologia é comum a uma série de doenças oculares, incluindo as olheiras, mas também tem suas próprias características específicas.

Sinais de uma monstruosidade em uma vaca

Como sintomas adicionais de monstruosidade em uma vaca, as seguintes mudanças na fisiologia e comportamento são observadas:

  1. Lacrimejamento abundante, que é acompanhado pelo início de processos inflamatórios na nasofaringe.
  2. Fotofobia e inflamação capilar. O animal tenta entrar nas sombras, comporta-se de maneira bastante inquieta e até agressiva, o que está associado a sensações dolorosas no olho. Quando a doença começa, a vaca começa a berrar constantemente com o desconforto experimentado.
  3. Uma diminuição acentuada na acuidade visual - o animal de repente começa a se orientar mal no espaço, cambaleia de um lado para o outro, move-se lentamente. O andar de uma vaca doente torna-se cauteloso.
  4. A vaca balança constantemente ou simplesmente move a cabeça, e do mesmo lado - aquele onde está o olho são. Isso se deve ao fato de que o ângulo de visão do animal é reduzido.
  5. Se a monstruosidade não for tratada a tempo, a doença se transforma em um estágio agudo - coágulos sanguíneos aparecem na córnea, as membranas mucosas ficam vermelhas e incham. O inchaço afeta, incluindo a pálpebra superior, como resultado a vaca às vezes fecha completamente o olho.
  6. Outro sinal de que a doença já está em estágio extremo é o aparecimento de secreção seroso-purulenta ao redor da leucorreia. Com hiperemia severa em uma vaca, o olho se projeta visivelmente.

Importante! Não atrase o tratamento da doença e torça para que a inflamação desapareça por si mesma. Ao primeiro sinal de uma monstruosidade, você precisa chamar o veterinário para examinar a vaca e prescrever a medicação.

Causas de monstruosidade no gado

Um espinho no olho de uma vaca pode ocorrer por vários motivos:

  1. Na maioria das vezes, a cicatriz da córnea começa devido a danos mecânicos. Eles podem ser causados ​​por qualquer partícula pequena, mas suficientemente sólida - areia, pó de cal. Além disso, a inflamação pode ser provocada por um arranhão ou picada de um pequeno galho, que a vaca tropeçou em busca de alimento.
  2. Às vezes, um espinho no olho indica a presença de uma doença infecciosa no corpo da vaca.
  3. Frequentemente, os olhos de uma vaca ficam turvos após sofrer conjuntivite ou úlceras.
  4. Fatores humanos também podem causar feridas. Isso se deve ao tratamento inadequado de outras doenças oculares, se forem usadas soluções muito concentradas ou quentes.
  5. Outra causa comum da doença é a telaziose. É expressa na infecção por helmintos depois que as moscas colocam ovos na borda do olho da vaca. Pequenos vermes logo eclodem deles, o que causa inflamação da córnea.

Às vezes, a monstruosidade é uma condição hereditária. Em bezerros pequenos, é detectado se uma vaca durante a gravidez sofreu uma infecção por helmintos, que é transmitida ao feto. Esses bezerros não crescem bem e geralmente nascem prematuramente. A vacinação oportuna de vacas grávidas ajuda a reduzir o risco de espinhos em bezerros.

Como tratar a monstruosidade de uma vaca

Se uma monstruosidade for encontrada em uma vaca, não é recomendado se envolver no autotratamento do animal. Os medicamentos devem ser prescritos por um veterinário e os métodos tradicionais de tratamento não devem, em caso algum, substituí-los inteiramente. Eles só podem atuar como auxiliares.

Importante! O tratamento de uma monstruosidade em bovinos é um processo longo e bastante difícil. A recuperação total ocorre em média em 1-1,5 meses.

Tratamento médico para monstruosidade bovina

A medicação pode incluir o uso dos seguintes medicamentos:

  1. Solução de clorofos a 1%. O enxágue de um olho doente é feito de acordo com a receita do médico, a frequência de procedimentos recomendada é de 3-4 vezes ao dia. Se a inflamação for grave, essa quantidade é aumentada em até seis vezes ao dia. Às vezes, em vez de enxaguar, o veterinário pode prescrever injeções para a terceira pálpebra.
  2. Pomada de tetraciclina. É aplicado nas pálpebras como tratamento independente 2 a 3 vezes ao dia, ou o local da injeção é lubrificado após o uso da solução de clorofos.
  3. Albendazol. O veterinário prescreve este remédio caso a monstruosidade apareça como resultado de uma infestação por vermes. É aplicado uma vez na proporção de 1 ml por 10 kg de peso de vaca.
  4. Solução de iodo. Este remédio é usado contra a aziose, que causou a monstruosidade. 1 g de iodo cristalino deve ser misturado com 2 g de iodeto de potássio e diluído em um copo de água fervente. Quando a solução esfria, ela é retirada para uma seringa ou seringa especial e o olho é tratado, enquanto o jato deve ser direcionado para o canto interno.
  5. 0,5% de ácido carbólico. Para lavar a leucorreia, uma pequena quantidade de ácido carbólico é diluída em 200 ml de água. A dosagem exata e a freqüência das lavagens são prescritas pelo veterinário.
  6. Solução de ácido bórico a 3%. Este remédio também é usado contra vermes. A solução é colocada em uma seringa e o olho dolorido de uma vaca é lavado.

O tratamento deve ser sistemático e constante, não é desejável pular nem mesmo um procedimento. É importante seguir à risca todas as prescrições do médico, caso contrário o tratamento da leucorreia durará muitos meses.

Remédios populares para a monstruosidade em uma vaca

O açúcar em pó é muito popular contra a monstruosidade, o que se explica pela eficácia e baixo preço desse remédio popular. É muito simples de fazer - basta colocar o açúcar granulado em um moedor de café e triturá-lo até o estado de pó. Isso levará algum tempo, porque grandes partículas de açúcar só podem agravar a situação.

Existem duas maneiras diferentes de usar açúcar de confeiteiro. A primeira é que o pó é soprado suavemente sobre a área desagradável. A segunda envolve a diluição do açúcar de confeiteiro em água, mas não é necessário dissolvê-lo completamente - como resultado, deve-se obter uma massa viscosa, que é aplicada no olho ferido como uma pomada. Alguns agricultores preferem colocá-lo sob a pálpebra inferior da vaca.

É necessário tratar a monstruosidade de uma vaca 4-5 vezes ao dia. O açúcar em pó lida com eficácia com os sintomas do estágio inicial da doença - o espinho fica menor e desaparece no quinto dia; no entanto, o pó não consegue curar completamente a inflamação. Isso requer um tratamento medicamentoso completo, às vezes a remoção cirúrgica da leucorreia pode ser necessária.

Conselho! As loções de infusões de dente de leão provaram ser boas no tratamento de feridas.

Ações preventivas

Você pode reduzir significativamente o risco de uma monstruosidade com uma série de orientações simples:

  1. O celeiro deve ser mantido limpo e arrumado. A roupa de cama é trocada regularmente e as vacas são mantidas no ar. Além disso, não deve haver objetos potencialmente perigosos no celeiro, pois os animais podem ferir os olhos e, como resultado, espinhos. O esterco é retirado em tempo hábil, pois atrai moscas, que, por sua vez, causam a telaziose, que também tem o aspecto de um espinho.
  2. As pastagens para vacas em pastejo são escolhidas de forma que estejam localizadas o mais longe possível das florestas. Isso reduzirá a probabilidade de a vaca acidentalmente ferir os olhos em pequenos galhos em busca de alimento e provocar o desenvolvimento de um espinho.
  3. A vacinação nunca deve ser negligenciada. Todas as vacinas sazonais recomendadas devem ser administradas, incluindo vacas grávidas. Isso reduzirá uma possível causa de feridas, pois a probabilidade de infecção diminuirá.
  4. De vez em quando, para evitar feridas, os parasitas devem ser limpos pelo menos uma vez por ano. Isso geralmente é feito na primavera ou no verão com medicamentos como Alvet, Tetramisol e Albendazol. Os agentes antiparasitários são completamente diluídos em água e adicionados aos bebedouros ou à ração.

  5. As peles das vacas são periodicamente tratadas com vários medicamentos para moscas, carrapatos e mutucas. Para estes fins, meios como "Aversect", "Entomozan" e "Sebacil" são adequados. A dosagem recomendada é de 1 ml do medicamento por 100 ml de água. A solução resultante é coletada em um borrifador e pulverizada em vacas.


Conselho! Além disso, uma inspeção visual dos animais deve ser realizada pelo menos uma vez por semana. Desta forma, você pode detectar os primeiros sinais de uma monstruosidade no olho enquanto ele ainda está em um estágio inicial, o que simplifica muito o tratamento da vaca.

Conclusão

Os olhos opacos em uma vaca geralmente são uma indicação de que um espinho se formou na córnea do animal. A causa da aparência pode ser lesão mecânica ou queimaduras e uma doença infecciosa. Como prevenção de olhos turvos em vacas, recomenda-se selecionar cuidadosamente as pastagens para o rebanho, inspecionar periodicamente o rebanho e não descurar a vacinação. Essas precauções básicas podem ajudar a evitar os grandes custos financeiros e de tempo de tratamento do gado.

Para obter mais informações sobre como curar uma monstruosidade em uma vaca, veja o vídeo abaixo:


Assista o vídeo: Botulismo (Janeiro 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos