Conselho

Raiz de dente de leão: propriedades medicinais para o fígado

Raiz de dente de leão: propriedades medicinais para o fígado


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O dente-de-leão para o fígado na forma de caldos de limpeza e infusões medicinais da raiz da planta tem um efeito preventivo e curativo, a desintoxicação.

O dente-de-leão (Taraxacum officinale) - um prenúncio do verão - salvou mais de uma geração de pessoas com propriedades benéficas da deficiência de vitaminas da primavera, da anemia e até da fome. Muitos povos em diferentes continentes sabem sobre as propriedades benéficas da flor e de sua raiz. Eles compuseram lendas e contos sobre o dente-de-leão, que continua sendo uma flor popular depois do floco de neve. A planta cresce como uma erva daninha sem escolher solo e clima.

Por que o dente-de-leão é bom para o fígado

O fígado é um órgão de defesa do corpo contra toxinas e toxinas prejudiciais que vêm com alimentos, bebidas e medicamentos. Passando o sangue por si mesmo, ele o limpa de impurezas prejudiciais. Participa da neutralização dos produtos de decomposição das reações químicas que ocorrem no corpo. Ele também desempenha um papel importante no metabolismo: proteínas, carboidratos, ácidos graxos e colesterol são sintetizados aqui. Danos ao fígado por doenças infecciosas, condições patológicas o destroem, o que leva ao envenenamento dos órgãos com resíduos tóxicos. Aqui a bile é produzida, o que ajuda o trato gastrointestinal na assimilação dos alimentos que chegam.

A proteção do fígado deve vir de uma pessoa que preserva suas funções de forma eficiente com o auxílio de dietas, da medicina tradicional, que incluem o rizoma-dente-de-leão.

As propriedades medicinais do dente-de-leão para o fígado são expressas em substâncias biologicamente ativas com as seguintes propriedades:

  • colerético;
  • antiespasmódico;
  • laxante;
  • tônica;
  • sedativo;
  • diurético;
  • antioxidante.

A composição vitamínica e mineral do dente-de-leão é rica em potássio com magnésio, o que mantém o equilíbrio da pressão arterial e afeta a atividade cardíaca. A utilidade do cálcio para ossos e dentes é conhecida por todos. A fibra dietética reduz o nível de colesterol no sangue, mantém a eficiência do coração. Normaliza os níveis de açúcar, afeta o pâncreas. Ao desacelerar o processo de digestão, eles proporcionam uma sensação duradoura de saciedade e acalmam o apetite. Componentes úteis têm um efeito complexo na resistência do corpo a fatores externos, bactérias e vírus, afetam o fígado e seu funcionamento.

Como o dente-de-leão pode ser tomado para o fígado?

Na medicina popular, usando a parte valiosa da planta - a raiz, tinturas, decocções, extratos e extratos são feitos. Esses fundos ajudam a aliviar os sintomas e o curso de doenças do fígado, do trato biliar, do pâncreas, das glândulas tireoides e dos gânglios linfáticos. Furúnculos, úlceras e feridas são curadas rapidamente com pó de raiz de dente de leão.

As raízes da planta são desenterradas na primavera, quando o dente-de-leão está começando a crescer. Ou no outono, quando murcham e voam, as raízes se fortalecem e começam a se preparar para a hibernação, acumulando sucos úteis. Os rizomas escavados são secos e as matérias-primas são preparadas para uso posterior.

Limpeza de fígado dente de leão

A raiz do dente-de-leão com amargor natural no sabor para o fígado é um auxílio adicional para estimular a excreção da bile, facilitando o desempenho de funções básicas.

O remédio corretamente cozido da raiz da erva daninha reduz o colesterol no sangue e normaliza o metabolismo. Ativa o trabalho de eliminação de substâncias nocivas. A planta afeta o trabalho da vesícula biliar, limpa os dutos.

Propriedades analgésicas, antiespasmódicas, junto com indicações antiinflamatórias, ativam o fígado, o que afeta o funcionamento do corpo humano.

Todas as partes de um dente-de-leão, preparadas com antecedência: descascadas e secas, são usadas para preparar medicamentos para o tratamento do fígado e da vesícula biliar.

Os curandeiros tradicionais preparam chás, infusões, decocções e extratos. Para reduzir o amargor, são feitas plantas com geleia fervida, mel, café, processados ​​com óleo vegetal e confeccionados doces. Tais “guloseimas” devem ser ingeridas estritamente de acordo com o horário e horário, com dosagem estrita do número de porções. A geléia é tirada em 3 colheres de chá. de uma só vez. O óleo é tomado em uma colher de sopa 3 vezes ao dia. Todos os remédios são bons para fortalecer o fígado, revitalizando seu trabalho, removendo o excesso de bile e auxiliando o trato gastrointestinal.

O fígado precisa de limpeza e descanso. Este órgão tem a capacidade de se purificar e regenerar, mas quando são ingeridas substâncias estimulantes e ativas, o processo é mais rápido e eficiente.

Avaliações positivas sobre o dente-de-leão para a manutenção do fígado indicam a capacidade da flor de repor os nutrientes que faltam no corpo. Assim, hastes frescas, folhas são adicionadas às saladas de vegetais, temperadas com azeite de oliva. Mergulhe a planta em água salgada para remover o amargor.

Chá de dente de leão 2 a 3 vezes ao dia é o melhor para aliviar a intoxicação e limpar. Uma nova porção é preparada para cada refeição. Curso: 1 a 1,5 meses, na primavera ou verão.

Atenção! A obediência à dieta e à dieta alimentar melhorará a limpeza do fígado: elimine os alimentos gordurosos, limite a ingestão de alimentos mais tarde, permitindo que o fígado trabalhe produtivamente durante o sono.

Tratamento para cirrose hepática de dente de leão

A cirrose hepática é uma doença crônica que afeta um órgão importante, causando alterações estruturais. As principais funções do fígado cessam, o que não só o destrói, mas afeta todo o corpo. A causa da cirrose é o álcool, hepatite, doenças auto-imunes. Todos os sintomas passam silenciosamente e sem manifestações vívidas para o estado geral do corpo, uma vez que o órgão não possui terminações nervosas. A cirrose leva a doenças dos vasos sanguíneos, causando peritonite aguda. Mas mesmo com um estágio avançado de cirrose, o dente-de-leão lutará por células saudáveis ​​sem desistir. Junto com outros medicamentos prescritos por um médico, o tratamento com dente-de-leão para o fígado e o pâncreas durante esse período pode ser uma boa ajuda para interromper o curso da doença, aliviar o desconforto e bloquear as áreas afetadas. A adesão estrita à dieta e à dieta facilitará muito o curso da doença. Nesse caso, a atividade física é importante.

Como tirar raiz de dente de leão para o fígado

Como qualquer outro medicamento, a raiz do dente-de-leão tem suas próprias medidas e prescrições para tomá-la. Uma abordagem não controlada e não científica dos medicamentos tradicionais leva a resultados negativos, envenenamento.

O tratamento do fígado com raiz de dente-de-leão é acompanhado de instruções, sua observância dá um resultado positivo. Recomenda-se preparar composições farmacêuticas prontas a partir de raízes de ervas daninhas com água fervente. Insista por um quarto de hora. Tome meio copo 2 vezes ao dia, com comida. A duração do tratamento é de 1 mês. O chá de dente de leão é um excelente tratamento.

Decocções

Quaisquer plantas medicinais para manifestação de suas propriedades devem ser fervidas ou fermentadas para se obter um produto puro com propriedades curativas.

  1. Os processos inflamatórios são perfeitamente removidos por decocção da raiz da planta. Beba de manhã com o estômago vazio - 100 ml, meia hora antes de deitar, tome 50 ml. O curso tem duração de 10 dias, podendo ser estendido por 14 dias.
  2. Uma decocção de flores de plantas murchas é preparada para aumentar a excreção da bile. Recepção - 100-150 ml antes das refeições. Divida a ingestão de alimentos em 6-7 partes por dia. Calcule que o caldo dá para o dia todo. Prepare uma porção fresca pela manhã. Demora 10 dias.
  3. Whole Dandelion Elixir, feito com suco de limão e açúcar, cura o fígado. Consumir todos os dias, acrescentando ao chá, sucos e outras bebidas.
  4. O "café" com dente-de-leão melhora a digestão e ativa a função hepática. Usado em vez de café, especiarias - canela em pó, gengibre, cravo e cardamomo irão adicionar um sabor picante. Não mais do que 2 xícaras por dia.
  5. A água produzida nas folhas é usada para baixar os níveis de colesterol e curar o fígado. Beba a mistura 3 vezes ao dia, 50 ml antes das refeições.

Infusões

As infusões da raiz aceleram o metabolismo, removem toxinas e substâncias nocivas, auxiliando o fígado, são preparadas sem cozimento. A raiz da erva daninha infundida por 2 dias é bebida antes das refeições 3 vezes ao dia, 100 ml cada. As tinturas de álcool são para outros fins.

Doces de raiz de dente de leão com mel

Das inflorescências cozinha-se compota para chá, mel ou açúcar. O caramelo é preparado a partir da raiz. Misture a raiz frita e esmagada com mel e manteiga, derreta. Em seguida, coloque em papel pergaminho em círculos. Use os caramelos resultantes para chá, café, dê às crianças se elas não forem alérgicas aos ingredientes. Para manter a função hepática, este método de usar uma erva daninha benéfica também é adequado.

Limitações e contra-indicações

Os medicamentos são tomados apenas mediante receita e orientação do médico assistente, visto que existem restrições e contra-indicações pelos seguintes motivos:

  • alergias e intolerância individual à composição da planta;
  • gravidez e amamentação;
  • úlcera estomacal;
  • aumento da acidez do estômago;
  • gastrite;
  • em condições agudas do trato biliar;
  • com diarreia.

Importante! Você deve escolher matérias-primas de alta qualidade, de preferência coletadas com as próprias mãos, longe de estradas e aterros.

Conclusão

O dente-de-leão para o fígado não é uma droga milagrosa que cura a doença. A planta a ajuda a trabalhar bem, fortalecendo-a com substâncias úteis. Ao tomar medicamentos para doenças do fígado, você deve ter cuidado ao tomar produtos derivados do dente-de-leão.


Assista o vídeo: Dente de leão: a planta comestível e com efeitos medicinais! (Outubro 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos