Conselho

Doenças do tomate: descrição com fotos


O cultivo de tomates requer muito cuidado e atenção. Para o seu cultivo bem-sucedido, é necessário garantir irrigação e alimentação regulares, bem como o afrouxamento, formação de arbustos e uma série de outras atividades. Mas mesmo com o cuidado mais cuidadoso, o jardineiro pode perder safras devido aos efeitos de vários vírus, bactérias, fungos ou pragas. As doenças dos tomates desenvolvem-se gradualmente e frequentemente o agricultor não consegue detectar o problema numa fase inicial de aparecimento. Para economizar tomates, o jardineiro deve estar preparado com antecedência para tal. A base da preparação é a capacidade de identificar os sintomas da doença e tomar medidas oportunas para eliminá-la. Além disso, um ponto importante na estação de cultivo do tomate é a prevenção de possíveis doenças. Todos os principais pontos da luta contra as doenças mais comuns e as medidas de proteção contra a microflora e as pragas nocivas serão discutidos no artigo proposto.

As doenças mais comuns

Os principais agentes causadores de doenças no tomate são fungos, vírus e bactérias. Eles podem estar no solo ou se mover pelo ar, chegar à superfície da planta junto com a água. Uma característica dos patógenos fúngicos é o fato de que podem permanecer em um estado dormente de esporos por muito tempo até que surjam condições favoráveis ​​para a reprodução. Assim, o aparecimento dos primeiros sintomas da doença pode vir muito mais tarde do que o momento da infecção.

Cada doença tem seus próprios sintomas, que devem ser conhecidos e determinados em tempo hábil. Quando são observados, medidas devem ser tomadas imediatamente para tratar o tomate. Entre todas as doenças possíveis do tomate, as mais comuns são:

Mosaico

Uma doença viral é transmitida pelo contato com insetos vetores (pulgões) ou remanescentes de vegetação anterior. A infecção ocorre através de áreas danificadas no tronco do tomate.

Os sintomas da doença podem ser observados nas folhas de um tomate e seus frutos:

  • folhas de tomate onduladas, manchas e listras amarelas ou marrons aparecem nelas. Com danos severos, as folhas do tomate morrem;
  • o tronco e as folhas de um tomate tornam-se muito frágeis;
  • na superfície dos vegetais, você pode ver manchas arredondadas de uma cor alterada;
  • dentro do vegetal existem manchas necróticas verdes.

Importante! Na maioria das vezes, tomates indeterminados cultivados em um método de mudas em uma estufa estão infectados com mosaicos. Sua infecção ocorre na hora do plantio das mudas no solo.

É importante notar que o vírus da doença pode estar presente inicialmente na superfície das sementes de tomate. Neste caso, é possível evitar a infecção de tomates já adultos apenas se forem observadas as regras estritas para o processamento do material de plantação. Portanto, as sementes de tomate devem ser tratadas com uma solução de manganês ou um produto químico especial antes do plantio. Os criadores, por sua vez, oferecem aos agricultores híbridos resistentes a essa doença: "Presidente", "Anyuta", "Bella" e alguns outros.

Infelizmente, os pés de tomate já infectados não podem ser curados da doença. Entre os métodos eficazes de controle, só se podem aplicar medidas preventivas como a escolha de uma variedade de tomate resistente à doença, o tratamento da semente do tomate antes da semeadura, a observação do regime de luz, temperatura e umidade do cultivo e a alimentação regular do tomate com nutrientes.

Importante! Os tomates com sinais de mosaico devem ser retirados do local. Colocar arbustos doloridos no composto ajudará a espalhar o vírus entre as plantas no próximo ano.

Requeima

É uma doença fúngica que ocorre quando o fungo com o mesmo nome - phytophthora - atinge o tomate. Phytophthora freqüentemente danifica os tomates em terreno aberto e mostra seus sintomas no outono ou verão em condições desfavoráveis ​​e chuvosas.

Os sintomas característicos da doença são manchas marrons nas folhas e frutos do tomate. Manchas secas e escuras também podem ser vistas no tronco. Um exemplo vívido da manifestação dos sintomas da requeima é mostrado na foto abaixo.

Para a prevenção da doença, é necessário observar o regime de umidade e temperatura do tomate em cultivo. A rega adequada também pode reduzir significativamente a probabilidade de doença do tomate. Portanto, os jardineiros experientes usam garrafas plásticas com fundo cortado para regar os tomates. Tocando o gargalo do recipiente no solo, na própria raiz da planta, você pode obter um excelente reservatório para regar fácil e seguro os pés de tomate.

Importante! Freqüentemente, o desenvolvimento de fitoforese é facilitado por gotas de água acumuladas na axila da folha ao regar os tomates por aspersão.

Para a prevenção da doença, você pode usar medicamentos especiais ou alguns remédios populares, por exemplo, uma infusão de alho com permanganato de potássio. O soro também ajuda a proteger os tomates da requeima. É necessário pulverizar plantas para prevenção regularmente quando o clima é favorável ao desenvolvimento do fungo, após chuvas prolongadas, oscilações bruscas de temperatura. Os medicamentos "Fitosporin", "Zaslon" e alguns outros também podem ser usados ​​para fins preventivos. Os medicamentos mais eficazes incluem "Famoxadon", "Mefenoxam", "Mancozeb". Esses medicamentos são capazes de lidar com a doença mesmo com áreas significativas de danos às plantas, mas depois de usá-los, os tomates não podem ser consumidos por 3 semanas.

Perna negra

Esta doença fúngica pode ser encontrada sob dois nomes ao mesmo tempo: perna preta e podridão da raiz. A doença é freqüentemente encontrada na fase de cultivo de mudas de tomate, bem como em plantas adultas, se o regime de irrigação não for seguido.

Os principais sintomas da doença do tomate são o escurecimento e a decomposição das raízes das plantas e, em seguida, de suas estacas. Além disso, a podridão das raízes pode levar ao murchamento das folhas do tomate e ao seu ressecamento. Manchas marrons aparecem na superfície da lâmina foliar durante a propagação da doença.

Para a prevenção da doença, é necessário processá-los com um preparo da categoria de fungicidas antes do plantio do tomate no solo. Além disso, uma medida preventiva para prevenir o desenvolvimento da doença é a desinfecção do solo por aquecimento e garantindo a drenagem em recipientes com mudas. Se, no entanto, a doença atingiu tomates já cultivados, então você pode usar a droga "Ross" ou "Pseudobacterina-2".

Importante! Regar os tomates com parcimônia, mas em abundância, ajuda a prevenir o desenvolvimento da perna preta.

Cladosporium

A doença do cladosporium do tomate (mancha marrom) é uma doença fúngica bastante perigosa, de rápido desenvolvimento, que afeta as folhas dos tomates e, em seguida, as próprias frutas. Os fungos nocivos entram no corpo do tomate através de pequenas lesões e feridas deixadas, por exemplo, após beliscar ou remover as folhas. Uma condição favorável para o desenvolvimento da cladosporiose do tomate é a alta umidade do ar.

No processo de desenvolvimento desta doença do tomate, uma série de sinais característicos podem ser observados:

  • manchas concêntricas amarelo-claras aparecem na superfície das folhas, uma flor marrom "fofa" pode ser observada em seu lado posterior;
  • as áreas danificadas de tecido nas folhas de tomate eventualmente ficam marrons e ressecam. Ao mesmo tempo, as folhas dos tomates se curvam, às vezes caem;
  • as flores existentes murcham e caem, manchas marrons aparecem nos frutos já formados no local de fixação do pedúnculo.

Importante! Com o desenvolvimento da doença, os sintomas descritos podem ser observados primeiro nas folhas inferiores do tomate, após o que ele sobe na planta.

Existem vários tratamentos para essa condição. Entre os remédios populares, borrifar os tomates com uma solução de leite cozido e iodo é altamente eficaz. Para 5 litros de água, adicione 15 gotas de iodo e meio litro de leite. Ao pulverizar, é necessário processar com cuidado especial a parte de trás das folhas de tomate. A decocção de cinzas de madeira e a solução de soro de leite também podem ser usadas para prevenir e controlar a doença do tomate.

Também é possível proteger o tomate e tratá-lo de doenças com a ajuda de fungicidas de amplo espectro, por exemplo, com a ajuda do medicamento "Bravo". Você também pode tratar os tomates com uma mistura preparada de produtos químicos. Para fazer isso, adicione 1 colher de sopa a um balde de água. eu. sulfato de cobre e 3 vezes mais enxofre. Além disso, é necessário adicionar policarbacina à mistura na quantidade de 1 colher de sopa. A mistura resultante é usada para borrifar tomates. Você pode usar a solução para mudas de tomate ou plantas já maduras.

Importante! As doenças fúngicas do tomate devem ser tratadas, inclusive com a desinfecção do solo no local de cultivo.

Para fazer isso, você precisa lançar a terra no círculo próximo ao caule do tomate com a solução de trabalho.

Podridão superior

Esta doença do tomate não é causada por fungos ou microflora prejudicial. A razão para o desenvolvimento da doença são as condições desfavoráveis ​​para o cultivo do tomate: alta temperatura atmosférica e falta de umidade no solo. Além disso, os fatores que provocam a doença são o baixo teor de potássio no solo e sua salinidade.

Um sinal da doença é o aparecimento de uma mancha marrom arredondada na parte superior da fruta. Os tecidos do vegetal sob a pele escura começam a apodrecer, com o tempo, a área danificada fica macia. Ao menor toque, esses tomates podem cair.

Importante! As áreas afetadas por doenças nos tomates estão freqüentemente infectadas com vários fungos, como resultado dos quais as manchas nos tomates mudam de marrom para preto.

Para prevenir a doença, é necessário regar regularmente o tomate, evitando que o solo resseque. A deficiência de cálcio pode ser prevenida com calagem no solo, bem como com a introdução de vários curativos que contenham este oligoelemento. Por exemplo, a droga "Brexil Ca" contém cálcio e boro. Você precisa usar o produto para borrifar tomate em uma folha (10 g de substância por balde de água).

Preparações como Megafol ou Sweet também podem ser usadas para proteger os tomates do apodrecimento. Eles permitem que o tomate absorva melhor a umidade e os nutrientes do solo, além de transportar a energia resultante para as folhas e frutos mais distantes do tomate. Sob a influência dessas drogas, o tomate amadurece mais rápido, fica mais suculento, acumula grande quantidade de vitaminas e adquire resistência a baixas temperaturas e ao estresse.

Outros tipos de podridão

Doenças podem ocorrer em tomates de forma totalmente inesperada. O número de doenças possíveis às vezes assusta até o agricultor mais experiente. Existem vários tipos de podridão por si só. Abaixo estão as doenças putrefativas do tomate mais comuns, suas fotos e tratamento.

Podridão cinzenta

A manifestação desta doença do tomate é uma flor cinzenta no caule do tomate. À medida que a mancha cinza se espalha, o caule deixa de deixar entrar nutrientes e umidade, contribuindo para a morte dos tecidos dos órgãos vegetativos da planta. O desenvolvimento posterior da doença é manifestado pelo aparecimento de uma camada acinzentada nos próprios tomates.

O tratamento desta doença do tomate consiste em retirar a secção do tronco ou folha danificada pelo fungo, bem como tratar o tomate com fungicidas. Para a prevenção da doença, pode-se usar o medicamento "Glyocladinol".

Podridão branca

O principal sintoma de infecção e disseminação desta doença é o aparecimento de flores brancas nas folhas inferiores dos tomates. Gradualmente, os pratos de folhas de tomate tornam-se aquosos, perdendo a sua cor verde habitual. Com o tempo, a doença danifica todo o arbusto do tomate, subindo de baixo para cima. Os frutos do tomate também são cobertos por uma flor branca e fofa. Além disso, isso é típico tanto para vegetais em estágio de maturação quanto para frutas já bastante maduras.

Para a prevenção de doenças e tratamento de tomates em um estágio inicial de desenvolvimento de uma doença fúngica, você pode usar uma solução de sulfato de cobre, uréia e zinco.

Podridão parda

Os sintomas desta doença podem ser vistos em frutos de tomate. Assim, quando os tomates são infectados com podridão marrom, uma mancha escura de putrefação é formada nos frutos do tomate ao longo do perímetro do pedúnculo. Seu diâmetro pode ser de apenas 3-4 cm, no entanto, o dano dentro do feto é muito maior do que o esperado.

A doença ocorre quando o fungo entra no fruto do tomate por meio dos danos existentes em sua casca. O fungo pode ser trazido por uma brisa ou uma gota d'água. Como medida preventiva, o tomate deve ser tratado com uma mistura de bordeaux ou cloreto de cobre.

Todas as doenças fúngicas do tomate se desenvolvem em ambiente úmido, o que significa que a luta contra elas consiste, antes de mais nada, na restauração de um microclima normal. Vale ressaltar também que a alimentação regular do tomate e a formação de arbustos pela manhã podem atuar como medidas preventivas.

Necrose do caule

Os sinais desta doença viral podem ser observados em tomates já bastante adultos na fase de formação do ovário. O sintoma da doença é o aparecimento de pequenas fissuras verde-escuras na parte inferior do caule do tomate. No processo de desenvolvimento da doença, raízes aéreas aparecem nos locais de fissuras, enquanto se observa um murchamento geral das folhas da planta, o arbusto cai e morre.

Aviso! O tratamento de tomates doentes é inútil; depois de alojados, devem ser retirados da horta e queimados.

O solo onde cresceram os tomates infectados deve ser tratado com uma solução a 2% do preparado "Fitolavin-300".

Oídio

Às vezes, nas folhas de um tomate, você pode ver estranhas formações que lembram pó de farinha. Este sintoma sinaliza uma infecção do tomate com oídio. No local da pulverização, úlceras aparecem nas folhas do tomate com o tempo, e as folhas do tomate ficam amarelas e caem sob a influência da doença.

Para prevenir a doença, é necessário seguir as regras de rega do tomate, bem como usar corretamente os fertilizantes nitrogenados, sem exagerar na quantidade. Ao observar os primeiros sinais da doença, a quantidade de fósforo e potássio no solo, ao contrário, deve ser aumentada. Se ocorrer uma doença, o tomate pode ser tratado com soda ou solução de manganês, infusão de alho ou cinza de madeira. Para o tratamento da doença do tomate em fase de desenvolvimento progressivo, você pode usar os medicamentos "Topázio", "Fundazol".

Todas essas doenças podem prejudicar significativamente os tomates, destruí-los ou reduzir significativamente a produção de vegetais. Tomates com forte imunidade, obtida com o cuidado adequado das plantas, podem resistir a doenças de forma independente. A detecção atempada do problema e a sua eliminação numa fase inicial de desenvolvimento permite-lhe manter a saúde do tomate e prevenir a destruição da colheita de vegetais.

Mais informações sobre doenças do tomate podem ser encontradas no vídeo:

Pragas maliciosas de tomate

Além de todos os tipos de doenças, as pragas de insetos podem representar uma séria ameaça para o tomate. Muitos jardineiros nem mesmo sabem sobre seus efeitos prejudiciais sobre os tomates, no entanto, você precisa conhecer o inimigo "de vista". Com efeito, só neste caso é possível tomar um conjunto de medidas para salvar plantas e colheitas.

Comedores de raiz

Os insetos pragas vivem não apenas acima do solo, mas também em sua espessura.Assim, às vezes, por motivos totalmente incompreensíveis, os tomates começam a morrer, e não é possível salvá-los, pois a causa da morte não é clara. E a razão para isso pode ser um pequeno verme ou um inseto que come as raízes dos tomates.

Khrushch

Esta praga é conhecida por muitos sob o nome de besouro de maio. Insetos voadores muito atraentes podem encantar e surpreender adultos e crianças. Porém, antes do aparecimento do besouro, o inseto está em forma de larva, que é bastante voraz e, estando no solo, não se importa em comer raízes de tomate. Como resultado da destruição do sistema radicular, o tomate começa a murchar ou mesmo a morrer.

No combate às larvas da praga, o tomate pode ser auxiliado pela remoção mecânica do "inimigo" ao cavar o solo. Além disso, uma forma eficaz de combater a praga é cobrir o solo no círculo próximo ao tronco com serragem, previamente impregnada com uréia. Nas prateleiras das lojas também é possível encontrar produtos químicos que destroem as larvas dessas pragas ("Rembek", "Antichrushch").

Importante! Freqüentemente, larvas de pragas entram no solo junto com esterco ou húmus.

Você pode proteger os tomates das pragas mergulhando as raízes dos tomates antes de plantá-los em uma solução do medicamento "Aktar 25".

Drotyanka ou verme

O verme é o precursor do besouro do clique. As larvas em forma de vermes são de cor laranja, têm uma forma oblonga. Essas pragas do tomate são capazes de devorar raízes ou até mesmo troncos de tomate.

Na luta contra a praga, você pode usar os mesmos métodos usados ​​com as larvas do besouro. Dentre os métodos não convencionais de coleta mecânica e destruição da praga, destaca-se o método que envolve a limpeza de vegetais. Assim, alguns dias antes do esperado plantio do tomate, são colocadas no solo as cascas de legumes ou verduras descascadas fixadas em espetos. Imediatamente antes do plantio do tomate, espetos com resíduos vegetais e pragas neles coletados são removidos do solo e destruídos.

Medvedka

Não se trata de um inseto pequeno, que chega a atingir 10 cm de comprimento, durante seu ciclo de vida pode se alimentar de muitos tubérculos e raízes de plantas. Em particular, o inseto adora se banquetear com as raízes dos tomates.

A praga vive em solos úmidos, perto de corpos d'água e em um nível elevado de lençóis freáticos. O inseto tem membros dianteiros maciços e bem desenvolvidos, que servem como uma adaptação para cavar buracos no solo. A praga cria ninhos e põe um grande número de ovos. Após 3 semanas, eles se tornam uma colônia inteira de pragas que podem comer as raízes de todos os tomates em um curto período de tempo.

Você pode combater a praga de várias maneiras, por exemplo, com a ajuda de ruídos e cheiros fortes. Assim, para combater a praga, cabeças de cebola descascadas ou pedaços de carne podre com mau cheiro são enterrados perto do tronco dos tomates. Plataformas giratórias barulhentas são instaladas sobre os cumes. A praga também pode ser atraída para subsequente destruição mecânica. Estrume podre ou cerveja podem ser usados ​​como isca. Para combater o urso, alguns agentes químicos também são fornecidos, por exemplo, "Medvedoks", "Thunder".

As pragas de tomate listadas, por estarem no solo, não são visíveis para o jardineiro e, portanto, representam uma ameaça especial para os tomates. Muitas vezes, é possível detectar o problema apenas quando há sinais claros de morte do tomate. É possível prevenir o desenvolvimento de tal situação problemática com o auxílio de medidas preventivas, peneirando a terra e tratando-a antes de plantar as mudas de tomate no solo. Quando as pragas já estão parasitadas em plantas adultas, o uso de apenas produtos químicos especiais pode se tornar eficaz.

Pragas de folhas

As pragas do tomate nas folhas podem ser muito pequenas, no entanto, geralmente são fáceis de detectar com a inspeção regular do tomate.

Pulgão

Esta praga se move em colônias. Pulgões são pequenos em tamanho e podem ser coloridos de preto ou verde. A praga instala-se no dorso das folhas do tomate e suga todo o seu suco, fazendo com que as folhas do tomate murchem, cresçam e possam cair. Com a invasão de uma praga, os pés de tomate podem morrer em um curto período de tempo.

Na luta contra pulgões, os inseticidas são altamente eficazes. O tratamento das folhas com esta substância deve ser feito durante o dia, na ausência de vento forte e chuva. Entre os medicamentos mais conhecidos e eficazes contra a praga, podemos recomendar o Proteus e o Confidor Maxi.

Mosca branca

Essas pequenas borboletas são freqüentemente encontradas em estufas e estufas. As pragas colocam as larvas na superfície interna da folha do tomate. Como produto alimentar, as larvas da praga consomem o suco de tomate, o que leva ao mesmo resultado de quando expostas aos pulgões.

Importante! Sob a influência de pragas, a defesa imunológica do tomate diminui, o que pode provocar o desenvolvimento de doenças fúngicas e virais.

Para combater a praga, você pode usar os meios "Fosbecida". É adicionado na quantidade de 10 ml a um balde de água e, em seguida, utilizado para borrifar tomates de manhã e à noite.

Colheres

Enquanto as mariposas estão na forma de lagarta, elas podem causar danos significativos aos tomates. As pragas de até 3 cm de comprimento são capazes de devorar em grande parte a folhagem do tomate ou destruir completamente as plantas. Ao mesmo tempo, as lagartas são capazes de devorar não apenas as verduras, mas também os próprios tomates.

A praga parasita apenas em um ambiente seco e quente o suficiente. Freqüentemente, as colheres depositam larvas nas ervas daninhas, cuja remoção pode ser uma medida preventiva na luta contra o "inimigo". Também se pode combater as pragas com a ajuda dos preparados "Proteus", "Arrivo", "Strela". Jardineiros experientes também aconselham o uso de um remédio popular baseado no uso de uma solução de sabão com adição de cinza e absinto.

Ácaro-aranha

Em condições em que não chove por muito tempo e o clima está particularmente quente, outra praga é ativada - o ácaro-aranha. Ele parasita o interior da folha, envolvendo-a em teias de aranha. Para manter suas funções vitais, o ácaro suga o suco das folhas do tomate, fazendo com que as placas de folhas do tomate tornem-se marrons e secas.

Você pode eliminar a praga borrifando tomates com infusão de alho ou cascas de cebola. Entre os produtos químicos especiais para controle de pragas, você pode usar "Actellic" ou "Fitoverm".

Conclusão

As pragas do tomate listadas representam uma ameaça significativa para a cultura. Para prevenir o seu parasitismo, as ervas daninhas devem ser regularmente removidas das cristas, soltas e escavadas no solo. Os odores pungentes geralmente são um impedimento para as pragas. Esse conhecimento ajuda a proteger o tomate de pragas maliciosas. Se as medidas preventivas não trouxeram o resultado desejado, então deve-se usar produtos químicos especiais. Também vale sempre lembrar que tomates com forte imunidade, com rega, alimentação e formação de arbustos em tempo hábil, não têm medo de muitas doenças e pragas. Portanto, o cuidado adequado do tomate é a medida preventiva mais eficaz na luta contra doenças.


Assista o vídeo: SALVANDO TOMATEIRO + DICAS DE CULTIVO SIMPLES (Janeiro 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos